23 maio 2007

Democracia

Uma máxima impõe-se, por entre o lamaçal infame das relações interpessoais muito em voga no regime vigente, e essa máxima está inscrita sob o título deste blogue: Animai os bons e afastai os maus. Confúcio não teria dito melhor. O oráculo de Delfos, também ficaria muito bem servido com esta máxima. Qualquer que seja o tempo ou o espaço, ela veste o homem recto, auxilia-o na defesa da honra, na defesa da fidelidade, na luta árdua do espírito de sacrifício. O Ideal de Bom contrasta com o pomposo ideal libertário saído das lojas Maçónicas e abraçado pela burguesia da moda que veste a capa de cada tempo e lugar, não tivesse ela "começado" no seio da Monarquia Constitucional, onde o voto era censitário, para vestir agora a moda das democracias modernas que afinal não são democracias, mas sim, digamo-lo sem medo do conceito e das lojas, partidocracias, ou dito com maior propriedade intelectual, poder dos partidos, porque no fim de contas, é disso que se trata actualmente, do poder de determinado partido, aquele que o povo, pelo sufrágio universal pôs no poder!

1 comentário:

disse...

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Visitem: futebol e política num só!