23 junho 2007

Imposto Automóvel

O IA, já rendeu ao Estado, nos últimos 12 anos, a módica quantia de 12 mil milhões de euros, mais precisamente: 12.941 milhões, neste número, já está incluída a receita dos 5 meses do presente ano. Não sei se leram com olhos de ler - eu disse, 12 mil milhões. Se já se paga tanto em imposto automóvel, que dá obviamente para tanta coisa, para quê pagar as portagens? Quer dizer, pagamos para ter, e pagamos para andar (já incluído no combustível), e pagamos de novo para andar, as portagens. Não há nada como ter um Estado amigo dos seus cidadãos. Imaginemos o que nos faria se fossemos considerados inimigos.

4 comentários:

pvnam disse...

---» O problema não é aquilo que se paga... o problema é que os benefícios são poucos tendo em conta aquilo que se paga!
---» Aonde é que está uma segurança em condições..., aonde é que está uma justiça em condições..., aonde é que está uma saúde em condições..., etc

Thoth disse...

Mais uma vez, caro Pvnam, tenho que concordar consigo, os benefícios do que se paga são exíguos, se comparados, como diz, com o que se paga! Parece não importar ao governante o sacrifício do governado: O que importa, é que pague, nada mais!

Cumprimentos caro Pvnam, e já agora, um bom São João...

Carlos Portugal disse...

Caro Thoth:

Creia que a intenção destes vampiros não é - minimamente - fornecer quaisquer benefícios ou mesmo serviços em troca das enormidades que lhes pagamos.

Na verdade, não passam de testas de ferro de grandes «corporations», que transformaram o País numa empresa, sendo nós os seus «funcionários», «clientes» e escravos. A sua finalidade é extorquirem(-nos) o maior lucro possível, e depois dissolverem a soberania, de acordo com a «agenda» dos seus patrões internacionais. Aconselho-lhe a leitura do livro (extremamente indigesto, desculpe) «The Twilight of Sovereignty», de Walter B. Wriston, com postfácio de Kissinger, Nixon e Brzinzky. Está lá tudo, contado pelos próprios...

Estará na hora de acordarmos e abrirmos os olhos para os verdadeiros motivos desta extorsão em grande escala, ocultada por um véu de «gestão da mentira». Mas parece que isso não estará ao nosso alcance, mas apenas dos Deuses.

Cumprimentos.

Thoth disse...

Caro Carlos Portugal, o liberalismo económico, há muito que comprou o liberalismo político.

Existe uma organização, que também manda no mundo, que chama a estes senhores, não testas de ferro, mas sim idiotas úteis, só que idiotas muito bem pagos.

Logo que o tempo o permita, irei ler o livro recomendado.

Alguns mortais já estão acordados, estão só anestesiados, e enquanto estiverem sob o efeito da anestesia, não há nada a fazer!

Cumprimentos