30 janeiro 2007

I.V.G.

"Quanto mais sinistros são os desejos de um político, mais enfática se torna, em geral, a nobreza da sua linguagem."
Aldous Huxley
-
Esta definição, serve na perfeição, para caracterizar a mensagem do excelentíssimo primeiro ministro sobre o referendo, onde se propõe a despenalização do aborto como medida "contraceptiva", eficaz contra novas vidas. Enfim, a candura do rosto, a doçura da voz, parafraseando Huxley: são a mascara por de trás da barbárie intelectual do pensamento politicamente correcto do político, cuja única noção de bem, é a de despenalizar (permitir o abate de novas vidas ainda no ventre materno) a responsabilidade social da mãe, do pai, e em último caso, do estado, que fornece à mãe a arma mais eficaz para poder tirar a vida ao seu próprio filho. Se esta lei meramente política é um avanço, então caminhamos para lado nenhum. Então a vida não vale nada, vale menos que um vício do emocional.

28 janeiro 2007

Falar por falar

Viva a clareza de pensamento!
Há uns que vivem de dogmas.
Dogmas que justificam a função!
-
Eu também não gosto de quem não gosta do que eu faço, mas não é por isso que o ando a bradar aos sete céus.
-
Enfim, mais um info-excluído e mestre na arte da opinião.
-
Viva a democracia e a livre expressão!?
Salvo seja...
Quem é?

20 janeiro 2007

Corneliu Zelea Codreanu

Corneliu, nasce em Iasi, Roménia, a 13 de Setembro de 1899. A sua formação começa no liceu militar Manastirea – Deálulul. Em 1917, ingressa na academia militar activa de Bostosani. Em Março de 1919, Codreanu, na companhia de mais vinte alunos, funda a sociedade secreta “Michel Cogalnicaenu”. Entra na faculdade de Direito. Torna-se Presidente do centro de Direito da associação de Estudantes Cristãos. Em Outubro de 1922, Codreanu muda-se para Berlim, “onde se inscreve na faculdade de economia politica”.
Em 1923, sob a condução do Professor Cuza, cria a Liga de Defesa nacional Cristã.
Em 8 de Outubro de 1923, Codreanu é detido pela primeira vez, na prisão de Vacaresti.
“Em 24 de Junho de 1927, no seu quarto do centro cultural cristão”, funda: A Legião de São Miguel Arcanjo/Guarda de Ferro. Nas eleições de 1937, a Guarda de Ferro, era o segundo “partido” mais votado. Após anulação das eleições, todos os chefes legionários são presos.
Codreanu morre a 30 de Novembro de 1938.

Codreanu desde muito cedo, desenvolveu, quase que inatamente, anticorpos em relação ao Comunismo vindo da Rússia, e ao Judaísmo, representante da usura.
Perante a desintegração nacional, perante a corrupção, a intriga politica, e a injustiça social; Codreanu tenta a partir da Legião, reconstruir a nação Romena.
O movimento monástico e ao mesmo tempo militar que é a legião, é o centro dessa transformação desejável.
O Patriotismo militar e a justiça social são para Codreanu, fins em si mesmos. Necessidades a atingir pela Legião.
As ideias de verdade e de honra suplantam a noção de Pátria, figuram na história da legião como princípios metafísicos, que se fundam, e que devem obrigatoriamente banhar o rosto de cada legionário; elemento vital na reconstrução física do estado, bem com, na reconstrução da alma colectiva do povo Romeno.
A estrutura formal e ética da legião assenta em seis princípios fundamentais:

1 - A lei da disciplina: sê legionário disciplinado, que só deste modo sairás vitorioso. Segue o teu chefe na boa como na má sorte.
2 – A lei do trabalho: trabalha cada dia. Trabalha com amor, que a recompensa do trabalho não seja a ganância e sim a satisfação de ter posto um tijolo para a glória da Legião e do florescimento da Pátria.
3 – A lei do silêncio: fala pouco, fala quando seja necessário, quanto seja necessário. Tua oratória é a oratória da acção. Tua obra, deixa que sejam os outros que a comentem.
4 – A lei da educação: deves converter-te em outro, em herói. Faz tua escola no Cuib. Conhece bem a legião.
5 – A lei da ajuda recíproca: ajuda o irmão a quem tenha ocorrido uma desgraça. Não o abandones.
6 – A lei da honra: Caminha somente pela via da Honra. Luta e nunca sejas vil. Deixa aos outros as vias de uma infância, melhor cair lutando sobre o caminho da honra.

Assim, temos em Codreanu como que três tempos históricos que se interpenetram. O tempo histórico individual, no qual se desenrola a vivência de Codreanu. O tempo histórico colectivo da alma Romena, na qual Codreanu imprime uma vontade quase invencível de mudanças profundas no pensar e no agir Romeno. E por último, o tempo do espírito. Esse tempo sem tempo, intemporal, alheio à linearidade histórica. Estranho a qualquer moda passageira, ou ideologias das massas. Este tempo do espírito, trespassa gerações, fica para além da alma de um povo, resiste enquanto puro instrumento da verdade da alma da guarda de ferro.

O desconhecimento cimentado, a ocultação, ou o simples cremar de um tipo de guerreiro ascético, por parte do politicamente correcto, ou se preferirmos, por parte da ideologia que veste o tempo histórico presente, não foram, não são, nem nunca serão suficientes para, de uma vez por todas, apagar a memória daquelas almas iluminadas pela providência divina, que deram luz a um corpo de elite intemporal.

O que é do espírito jamais poderá ser destruído.
É indestrutível, incorruptível, impossível de agarrar.
Dando a voz a Codreanu:

“Os Legionários não morrem. Firmes, imóveis, invictos e imortais, contemplam vitoriosos sempre, as convulsões do ódio impotente”.

Por isso, nesta data simbólica, prestamos homenagem aos mortos caídos no altar da infâmia.
Ergamos bem alto a voz em uníssono: Presente!

Que lá do alto sejam luz para os que cá ficam…

15 janeiro 2007

Presente

“…Agora temos que lhes exigir serviço, dedicação, trabalho de criação pessoal, intelectual e político (que é também poesia).”

Assim o escreveu, o excelentíssimo camisanegra em Fascismo em Rede.

A história deve ser escrita pelo próprio punho, com suor, lágrimas e sangue.

Quem nos impede de sermos imortais?
Quem nos impede de estarmos unidos?
Quem nos impede de lutarmos contra o inimigo comum?

A sobrevivência não pode ser meramente reaccionária, tem que ser revolucionária, quer dizer, tem de imprimir mudanças, o que significa, é preciso estar preparado para todo o tipo de luta.
A sobrevivência solidária escondida no saque, nada nos deve dizer. Deverá ser substituída pelo amparar consciente. Pela atitude recta e nobre, e pela fidelidade tanto a princípios, como aqueles que representam e são eles mesmos porta-estandarte desses princípios.

O exemplo, a luta, a escrita, a leitura, e demais actividades inerentes à boa prática guerreira, devem cobrir o rosto de cada novo soldado!

A verticalidade, o centro, e a honestidade intelectual, devem ser cimentadas e coerentemente alimentadas para que medrem.

Ser plenamente, viver plenamente: é estar de pé sobre as ruínas!

Sempre Presente!

11 janeiro 2007

ONU

ONU, História da Corrupção, Eric Frattini, publicado pela Campo de Letras, 1ª edição, Setembro de 2006.

Este livro é de leitura obrigatória, se quer-se entender parte da trama internacional da suposta solidariedade, disfarçada de ONU, mas gerida e administrada por sanguessugas, camaleões que dissimulam-se conforme o pobre ou a vítima.

“As Nações Unidas têm a obrigação de lutar contra as cicatrizes que fustigam o nosso planeta, mas também os seus principais líderes devem lutar contra todos os males que muito afectam a organização: corrupção, favores, assédio e abusos sexuais, pederastia, nepotismo, clientelismo, esbanjamento, burlas, torturas, subornos, má gestão e uma catastrófica administração cometida por funcionários e soldados da ONU”. Pag.16/17

Todos os que continuam cegamente a acreditar nas palavras proferidas por almas imorais, resvalando mesmo para a amoralidade; devem sem mácula pessoal, analisar dentro da sua capacidade intelectual: de que são feitos, os homens que nos mentem hoje em dia?
Devemos depositar neles a esperança?
Ou, devemos nós tomar as rédeas da História, escrevê-la pelo próprio punho, senti-la nas veias, no suor e no sangue!

Estar acordado hoje – é servir de exemplo amanhã!

06 janeiro 2007

Emigração e imigração

O grande sábio e primeiro ministro de Portugal, o doutíssimo Sócrates, o político, digamo-lo sem medos, de trazer por casa; prometera aos portugueses que haveria de criar 150 mil postos de trabalho durante a sua legislatura. Não é, para espanto de todos e mais alguns, que o homem (até lhe chamei homem), conseguira cumprir o prometido.

Temos que reconhecer-lhe a capacidade de criar a partir do nada. Quando prometera criar os tais 150 mil postos de trabalho, só se esquecera de dizer: onde?
Se cá dentro, ou lá fora…

A demagogia política e a mentira descarada, levará este país à ruína. As funções criadas e a criar, pelo sempre astuto e defensor dos pobres e estropiados, democrata, sorveram, continuam a sorver, e pelos vistos, com o consentimento do povo (sempre muito esclarecido, ou o que isso possa ser) adormecido e alienado em nada, continuarão a sorver todo o PIB, suor dos que não se resignam a trastes, a pseudo moralistas vestidos de santos, que levam ao altar da infâmia as massas adoradoras do igualitarismo solidário.

A emigração cresce na razão directa da imigração. A cultura do igual, do diz que diz, consegue fazer mais danos no tecido social e económico, do que aquele que pretende evitar.

Enfim, a própria teoria democrática do igualitarismo solidário do nada, é contrária e desconexa há evolução do homem …Nada dos diz de verdade, de necessidade; colide mesmo com as diferenças, facilmente observáveis do espécime humano.

Mentir, ocultar, difamar, não ser nada, não ter um projecto, uma estratégia – assim se pode definir um governo, ou dito com maior propriedade – desgoverno…

Continuai a acreditar na igualdade (qual milagre), e ireis longe – muito longe!?

02 janeiro 2007

Aposentados de luxo III

Aviso nº 13796/2006, D.R. nº 249, Série II de 2006-12-29, publicado pelo Ministério das Finanças e da Administração Pública – Caixa Geral De Aposentações.

Juiz Conselheiro
5.748,00 €
Procurador-Geral Adjunto
5.581,00 €
Chefe Serviço Hospitalar
4.811,00 €
Chefe De Serviço De Ortopedia
4.781,00 €
Director
4.781,00 €
Chefe Serviço Hospitalar
4.781,00 €
Controlador De Tráfego Aéreo
4.395,00 €
Assistente Hospitalar Graduada
4.070,00 €
Assistente Grad. Medicina Legal
4.063,00 €
Assessor Principal
3.767,00 €
Inspector Geral
3.634,00 €
Superintendente-Chefe
3.616,00 €
Investigador Principal
3.591,00 €
Professor-Coordenador
3.591,00 €
Capitão-De-Mar-E-Guerra
3.145,00 €
Coronel
3.145,00 €
Enfermeira-Chefe
3.005,00 €
Coronel
2.846,00 €
Professor
2.756,00 €
Professor
2.609,00 €
Assessor Principal
2.607,00 €
Educadora De Infância
2.581,00 €
Professor
2.550,00 €
Presidente De Município
2.339,00 €
Capitão-Tenente
2.263,00 €
Primeiro-Sargento
2.219,00 €
Vereador
2.205,00 €
Capitão
2.066,00 €
Carteiro k
1.404,00 €
Cabo
1.323,00 €
Operário
486,00 €
Pintor
317,00 €
Coveiro
219,00 €
Cantoneiro De Limpeza
219,00 €
-
Os valores foram propositadamente arredondados, pois assim, não pertencem a ninguém específico, embora, se deva notar que os valores acima dizem respeito a carreiras profissionais...


“Quanto mais sinistros são os desejos de um político, mais enfática se torna, em geral, a nobreza de sua linguagem.”
Aldous Huxley

Nem mais nem menos, como a mentira tem servido para o enriquecimento pessoal; ou, para incutir medo às massas. O papão de crise e, do défice, têm servido para atacar sem misericórdia nem precedentes, quem menos tem, coincidência de todos os tempos históricos.

Desta vez, fui mais longe, ao presentear-vos com os verdadeiros números de algumas aposentações, que com certeza, andarão longe do salário mínimo nacional, logo, da crise que graça em mais de dois milhões de almas lusas.

As corporações, os sindicatos e, os partidos, só existem com um fim determinado: engordarem. Sorvem toda a riqueza produzida no país. É esse o seu sentido. Dão voz a si mesmos, e ocultam os que se querem erguer para além deles. Os que Vêem acima da trama, os que realmente amam os seus semelhantes, por se sentirem diferentes e por isso, superiores a egos mesquinhos.

Quem vos diz pertence ao divino.
Tons proféticos alimentam a alma.
A realidade é já aí…