31 julho 2008

Destino...

O destino da Pátria só se resolve se mudarmos de políticos, de sistema, assente na alternância entre o mau e o mau, aquele que promete e o que desenrasca.
É esta a massa que ergue o edifício democrático português. Massa feita de nada.
-
A onde está o grito de revolta do português?
Será que ainda está vivo?
Porque aceita a mentira por verdade?
Que sentido encontra no destino colectivo da Nação?
Porque se verga aos vermes?
Porque não luta?
Porquê?
Parece que é mais fácil descer as calças...e há quem goste!
-
O Deus, por sentir que a crise é para todos, aproveita para visitar a cidade das luzes, e que viva eternamente a crise! Que é para todos!? Deus é grande! Boas férias terrenas...

28 julho 2008

Taxistas...

Esperemos que a celeridade em apanhar os bandidos seja a mesma despendida para os amigos que deram uns tabefes à polícia, exceptuando o roubo das armas, e posteriormente, o alvejar de um operacional... A ver vamos, e estamos cá para contar, e publicar, que este ninguém proíbe!

27 julho 2008

Polícia...

Aqui está a prova, como se já não houvessem provas suficientes, de que o estado de direito está pelas ruas da amargura. Quando polícias tinham processos por prender amigos e outros delinquentes, uns famosos, outros nem tanto, uns pobres, outros ricos, não houve nenhum político a defendê-los. Agora, limitam-se a passar multas, por vezes de forma arrogante, sem educação, por considerarem que não vale a pena perseguir criminosos, que a justiça faz o favor de soltar, tudo fruto de leis muito democratas, erigidas nas melhores escolas de pensamento partidário que povoam o poder...
E pouco mais haverá a dizer, tanta é a pouca vergonha que justifica o poder. O pior ainda está para vir, quem vos diz, sabe!

24 julho 2008

Justiça...

"Justiça tem 6400 computadores novos"
-
Esperemos que a aquisição destes computadores provoque nos funcionários alguma desenvoltura. O problema da justiça não se resume à informática. Vem de cima, do poder, e acaba em baixo, no deixa para o outro dia, que hoje já esta feito. Se o cliente da justiça que é o cidadão, pudesse reclamar celeridade no acto, bem como mais diligência profissional aos agentes da justiça, já há muito, parte do problema estaria resoluto...

15 julho 2008

Duas notas

Primeira: um terço dos pobres têm trabalho, o que significa, que nem o trabalho os retira da condição de pobres, o que nos leva a concluir que o salário que auferem pela venda da sua força de trabalho não é suficiente para passarem do estado de pobre a remediado. Passaram tantos anos desde o começo da nacionalidade...e aqui estamos nós, numa democracia moderna, arrojada, livre de preconceitos e certezas de que o futuro será risonho, pelo menos para políticos a amigos dependentes.
-
Segunda nota: devemos admirar e mesmo louvar o quanto estão integradas algumas comunidades. Elas conseguem fazer aquilo que as forças da ordem não conseguem, isto é, tomar de assalto um bairro, pilhar residências, ameaçar quem lhes apetece, e exigir casa só para eles. Como se as casas fossem de graça. E temos nós, cidadãos honestos, trabalhadores, que pagam impostos, de suportar malandros que se recusam a trabalhar, quer no país de origem, quer no país que os acolheu.
-
Este é o país oásis para malandragem.
Este é o país onde a política vive divorciada da realidade.
Este é o país do diz que diz, da mentira, do deixa andar, do: a onde fores ter faz o que vires fazer, e o resultado está aí, na indiferença, na política, nos cargos públicos, nas funções, nos tachos, nas promoções amigas e não só, e tudo se resume a isto: eles comem tudo e não deixam nada. E como não deixam nada, nada há para a massa imensa de seres que povoam o mesmo território, e mais não digo que já estou a ficar chateado...e vivam os parasitas, aqueles que vivem à nossa custa, e que muito admiramos, quer sejam malandros, quer sejam políticos.

14 julho 2008

Big Brother

"Chip que Governo quer pôr nos automóveis viola a Constituição"
-
Admira-me que se continue a ostracizar o regime do estado novo, quando o actual sistema democrático começa a aplicar medidas mais repressivas no controle dos seus cidadãos. George Orwell, já o tinha alertado. Mas como sempre, não aprendemos nada com a passado, vivemos o presente como se o futuro não existisse à nossa espera. Este chip, será um de muitos chip's a adoptar pelo estado, no controle eficaz daqueles que escapam ao politicamente correcto. Existem softwares suficientemente capazes de controlarem por satélite estes chip's amigos. E o futuro do controle sobre os passos dados pelo cidadão não ficará por aqui, e aí, ai democracia, ai liberalismo económico, liberdade e outros conceitos teóricos que nada dizem aquele para quem o poder não tem limites! Mas como o povo, a massa imensa, é dócil, o governo irá conseguir aplicar as leis que lhe convém, e assim o povo, continuará a julgar como mau, o que morreu pobre e digno da função que ocupou, coisa que estes jamais conseguirão atingir!
Escreve-se muito na Internet, nos blogues, em fóruns; uns são as, outros bs, outros cs, e assim por diante, esquecendo-se todos eles, que cada um tem um feudo da tamanho do seu Ego, coisa que o poder político alimenta, por saber que assim não vão a lado nenhum. Se o povo nada pode fazer por se sentir inerte, ou no pior dos casos, morto para a vida, aqueles que poderiam mudar os acontecimentos históricos enredam-se em relações senhoriais já caducas, que apenas dividem, quando deveriam unir. Assim, meros mortais, seres passageiros, sereis apenas carne para canhão, experiências levadas a cabo pelo estado que dispõem de vós como quer e lhe apetece, se for mentira, digam qualquer coisa ao Deus, que sempre está disponível para vos ouvir, e não para aturar lamurias próprias de crianças adultas!!!

13 julho 2008

Falta de Estado

O que o video não mostra é a outra parte, quer dizer, o outro grupo rival, daqueles grupos esquisitos vindos de outro planeta, onde parece ainda imperar a pré-história!

10 julho 2008

BOPE

Esta estreia bem poderia ser o princípio do fim do sistema pseudo democrático, como não é, lá teremos de esperar por melhores dias, e até lá, continuar a ouvir mentiras diárias sobre governação e outras quimeras.
Para quem não viu, e ainda não acredita em crime, faça o favor de ver, e acordar para a vida!

08 julho 2008

Finanças...

Uma penhora perto de si! Uns não têm onde cair mortos, outros querem viver acima do que tem, enfim, o nada e a ostentação parecem andar de mãos dadas, quer dizer, pertencem ao grupo dos tesos...

07 julho 2008

G8

Tempos houve, digamos imemoriais, em que a nobreza de sangue, e o clero, eram perseguidos por serem os detentores da riqueza, quer pela força das armas terrenas, quer pela força das palavras divinas. Agora, o g8, grupo de gente de bem, quer matar a fome aos pobres, aqueles mesmos que eles têm erigido ao longo, digamos, destes últimos séculos. Que gente é esta, que fala da crise actual como se eles não tivessem culpa nenhuma. A crise actual só tem um rosto, e esse da pelo nome de: especulação bolsista. Querer ver nesta crise uma outra crise com outro nome, é o mesmo que pedir ao pobre que baixe as calças... Se em outros tempos, invejou-se a nobreza, o clero, e se noutros tempos decapitaram-se Reis por querer as suas funções (qualquer tentativa de legitimação é falsa, pois se assim não fosse, teríamos legitimidade para fazer o mesmo a estes senhores), a riqueza e o poder. Porque razão ficamos agora de braços cruzados, face ao saque, face à especulação bolsista? Porque razão continuamos a baixar as calças? E se alguns afirmam não o fazer, será fácil analisar o seu percurso profissional e pessoal para se concluir que é mentira. Concluindo, todos temos culpa, todos, de uma forma ou de outra, pactuamos com o actual poder, pois se assim não fosse, este já teria caído, e mais não digo...

06 julho 2008

Líderes II...

"O vampirismo emocional resulta de pessoas que anseiam por mais energia do que aquela que conseguem gerar. Por isso, para poderem ficar mais poderosas, sugam energia às vítimas."
-
"Um indivíduo ofende-o - psicológica, emocional ou até fisicamente - e depois tenta fazer uma inversão da situação de modo que quem passa a ser o culpado é você."
-
"Se a inversão da situação tiver êxito, é uma jogada vampírica: de duplo efeito. Você não só foi sugado pelo(s) encontro(s) inicial(ais), como também foi levado a aceitar que a culpa foi sua, ficando baralhado e sentindo-se culpado."
-
Para bom entendedor meia palavra basta!!!

05 julho 2008

Líderes...

Este também era considerado líder. E era-o de facto, líder em mentiras, em mortes, em fazer desaparecer amigos e inimigos, e até líder, pasme-se, no choro colectivo que o povo lhe dedicou após a sua abençoada morte! A ignorância parece não ter fronteiras. Ataca a torto e a direito, não olha a sexos nem a idades, tolhe quase todos por igual.
O que ainda se mantém de pé, não é aquele que se prostra em cima de um palanque, mas aquele cujo palanque é a vida!