29 agosto 2008

Criminalidade...

"Usar arma no crime dá prisão preventiva"
-
Realmente, a imaginação do governante, vai para além do razoável.
O uso da arma durante o crime dá prisão preventiva, em que casos?
Com arma verdadeira ou arma falsa?
Que tipologias de armas são admitidas no crime para evitar a prisão preventiva?
A partir de agora, a violência sem arma é aceitável?
Estará o governo a caminhar para aquela hipotética lei: comete o crime, usa arma, mas não dispares, pois poderás incorrer num crime esquisito, aquele que só por si é passível de prisão preventiva.
Estará o governo consciente do disparate da lei?

27 agosto 2008

Criminalidade vs Governo

Num só dia, e noticiados, foram assaltados três bancos, duas bombas de gasolina, uma estação dos ctt, e um automóvel, vítima do já famoso carjacking. Estes foram os crimes noticiados. Agora falta a estatística dos números de crimes em todo o país, exceptuando aqueles que nem entram para as estatísticas, porque o cidadão já nem acredita na eficácia das forças da ordem, logo, já nem faz como deveria, queixar-se do crime que fora vítima (a não ser que este esteja protegido pelo seguro).
-
Dever do Estado - proteger pessoas e bens!
Dever do Estado - eficácia no combate ao crime!
Não deve o Estado substituir estes dois deveres pelo livre arbítrio que tem em falar, em vez de agir. O que se pede ao governo: é acção, determinação, diligência no agir em defesa dos valores da liberdade e da justiça. A balança equilibra os dois, um sem o outro transfiguram o regime, diminuem-lhe a autenticidade, consequentemente, relegam-no para o fim do necessário como regime "modelo".
-
O problema da democracia: é tratar a criminalidade como sendo um dado político, como se os criminosos estivessem preocupados com as querelas politicas próprias do actual regime. O que se pede, é acção dirigida, menos falatório político, e melhores leis, que protejam pessoas e bens, e não contrário...

25 agosto 2008

La Défense

Serve a presente fotografia, o grande arco, para tentar ajudar no alento, os ministros que tutelam as pastas que deveriam dar caça ao crime. Ao que parece, crime não há nenhum, e quando o há, trata-se de um mal entendido, de um caso isolado, que algum demente tentou provocar, enfim, estamos todos muito bem entregues...
Se o tempo que dedicam à blogosféra, sempre na ânsia de descobrirem a pólvora, fosse dedicado ao verdadeiro crime; oh, a onde este já estava...

14 agosto 2008

Regresso

O Deus já voltou ao pequenino país, pequeno geograficamente, como também pequeno no pensamento daqueles que o dirigem, se é que ainda merece esse epíteto. Depois de uma visita mais demorada à cidade das luzes, somos aterradoramente confrontados com a pequenez da nossa pátria, do que somos, e do que poderíamos ser... Daqui para a frente, já nada fica como dantes.
E para aguçar a expectativa, irei nos próximos dias publicar algumas fotos, e vídeos da grandeza de Paris.
Por aqui, pelo que pude constatar, a mesma trama de sempre, a crise, as lamurias governativas (em vez de governarem), e o eterno futebol (alimento da alma do povo...).
De uma vez por todos, promovam a velha formula:
-
Animai os bons e afastai os maus.

03 agosto 2008

Pensamento

Quem segue atrás de outrem, ou vive à sua sombra, jamais encontra o que procura!