22 setembro 2009

Tot

Os meus amigos mortais já podem contemplar o verdadeiro rosto do deus Tot, pelo menos aquele que pode ser percebido pela vista humana.
-
O meu consorte grego afirmava: que o homem é um deus mortal, e o deus um homem imortal.
A partir desta premissa, deste insuflar de energia criadora, de luz de vida, somos tentamos a admitir que o impossível esta ao nosso alcance, e que o sentido da nossa existência não é um mero sentir biológico, natural. Pelo contrário, podemos e devemos tomar as rédeas da existência, da criação de vida, que as novas tecnologias permitem, como sejam, o caso da biotecnologia ou simplesmente da nanotectnologia. Cito estas duas novas ciências, não para falar delas, mas para dizer que o homem pode de igual modo operar mudanças profundas no devir político, económico e social. O futuro está na sua mão, resta saber par onde pende a decisão, se para a acção construtora, ou se para a inacção conservadora...

2 comentários:

Miguel disse...

Olá meu caro

Tot disse...

Olá senhor Miguel,
meu amigo mortal.
Como estão a decorrer as férias?

Cumprimentos