30 setembro 2009

As Verdades de Medina Carreira

Disse em tempos, e sem medo, que este país, ou se endireitava pela via legal, democrática, justa; ou haveria no futuro um banho de sangue...Sei que existem algumas correntes dispostas a fracturar o social, o político e o económico. Estarei sempre disponível a tomar as rédeas dessa luta, porquanto se deve logo desde o início definir por onde começar...eu sei por onde mas não digo...tragam-me cá os homens e eu faço o resto...

25 setembro 2009

22 setembro 2009

Tot

Os meus amigos mortais já podem contemplar o verdadeiro rosto do deus Tot, pelo menos aquele que pode ser percebido pela vista humana.
-
O meu consorte grego afirmava: que o homem é um deus mortal, e o deus um homem imortal.
A partir desta premissa, deste insuflar de energia criadora, de luz de vida, somos tentamos a admitir que o impossível esta ao nosso alcance, e que o sentido da nossa existência não é um mero sentir biológico, natural. Pelo contrário, podemos e devemos tomar as rédeas da existência, da criação de vida, que as novas tecnologias permitem, como sejam, o caso da biotecnologia ou simplesmente da nanotectnologia. Cito estas duas novas ciências, não para falar delas, mas para dizer que o homem pode de igual modo operar mudanças profundas no devir político, económico e social. O futuro está na sua mão, resta saber par onde pende a decisão, se para a acção construtora, ou se para a inacção conservadora...

20 setembro 2009

Rvcc

Goste-se ou não, o mestre Sócrates conseguira o que nenhum outro ousara sequer tentar conseguir. Isto é, transformar pela mágica do RVCC um cidadão com apenas a quarta classe num cidadão com o 12º ano num abrir e fechar de olhos. Os números não mentem, e o aumento é exponencial, brutal. Os historiadores do futuro vão ter algum trabalho na análise dos dados, uma vez que em 2005 havia x cidadãos com o 12º, e no ano 2010 já havia x vezes x ao quadrado. Este aumento não se deve como seria normal a um crescimento demográfico, mas a uma artimanha esquisita para granjear louros e ficar nas estatísticas, como um país culto e civilizado.
Se alguns não tiveram o oportunidade de estudar devido às circunstâncias vividas antes do 25 de Abril de 1974, e aos parcos rendimentos das famílias; é contra a lógica do saber, do estudar, do marrar, da competência intelectual, tentar transformar (e parece que está a conseguir) o nada em tudo!
-
Não digo mais porque isto já vai fastidioso, e pior ainda, pode provocar úlceras nervosas.
No entanto, alguns RVCC, vulgo Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, podem muito bem vir a fazer algum jeito a um qualquer político, quadro superior de alguma empresa pública, que nesse ano de 2005 ainda não fazia parte das estatísticas. Convém frisar, que alguns ocupam cargos para os quais não têm habilitações técnicas e académicas necessárias ao desempenho eficaz da referida função - provavelmente por isso, o país não anda, e quando anda, anda devagar. Aqui neste particular, neste pseudo avanço, nem o RVCC consegue fazer magia...

15 setembro 2009

sade- feel no pain

Este video clip é dedicado ao governo socialista, ao senhor engº José Sócrates, bem como ao partido socialista, que diz ser democrático para fora...no entanto, para dentro? Fica a interrogação...

Gato fedorento

O gato fedorento no seu regresso com vamos "esmiuçar" sufrágios, parece que no primeiro programa pôs o tapete vermelho ao senhor engenheiro Sócrates, na medida em que promoveu a imagem do primeiro ministro, qual campanha dissimulada, promoveu também uma imagem de aproximação do primeiro ministro com as massas, no sentido de que este é capaz de "enfrentar" os gatos maldizentes e conseguir rir-se ainda por cima. Só não viu quem não quis...e a política e a pseudo comédia é disto feita, viva a alegria e toda a farsa pseudo democrática...

10 setembro 2009

Queen "Show must go on"

Ouvir com muita atenção.
Aproveitem a musica como primeiro remédio para o emotivo, depois solidifiquem a razão com conhecimento...

06 setembro 2009

Política

Não sei quem foi o autor deste trabalho. O que sei é que fê-lo convicto de que as realidades social, política e económica andam lá perto. Também não sei se o povo merece melhor, isto é, em cada esquina ouve-se o povo a maldizer, mas na hora do voto...a escolha recai sempre nos mesmos. Mesmo na pobreza o povo é incapaz de se mover, de querer ser melhor, ter mais, ver mais além. Em vez disso refugia-se na esmola do sistema liberal democrata, o chamado rendimento de inserção social, que não é mais do que um deixa-te estar assim, sem te preocupares muito, que alguém há-de pagar...enfim...

03 setembro 2009

Não ser nada...

"A preguiça, a cobardia, levam uma multidão de espíritos a permanecerem menores ao longo de toda a sua vida"
-
Paul Hazard