14 maio 2010

Democracia política...

Começo algumas das minhas reflexões com o Escudo da Pátria em cima. Faço-o porque sou patriota. Mas quando afirmo que sou patriota, digo-o convicto da verdade da sentença. Não preciso da mentira diária, do subterfúgio demagogo dos actuais sofistas governativos.
-
Diz o ditado que aquele que não sente não é filho de boa gente. Por outro lado, o ministro das finanças (que nunca sabe como andam as finanças) afirma que não haverá violência. Por mim, seria um dos primeiros a ter violência à porta. E porquê? Porque quem trabalha, quem paga impostos, tem de alimentar malandros, assassinos, drogados, violadores, criminosos, pedófilos, corruptos, políticos, empresários que se esquecem de pagar os impostos, e agora, a crise. Pagamos tudo, como se fossemos os responsáveis pela incapacidade governativa do governo. Dito isto, resta apelar ao bom senso dos que ainda acreditam que o país pode ser diferente, para de uma vez por todas, demitirmos o governo. Acabarmos com a falsa separação de poderes. Acabarmos com os gastos sumptuosos dos titulares da cargos políticos, cargos públicos, administradores, directores, chefes e pseudo chefes. Quem não acatar esta forma de ver, de estar, que emigre, pois quem cá ficar, ficará com um país melhor, livre desta pseudo elite que vomita ignorância sempre que abre a boca...

2 comentários:

pvnam disse...

A ESQUERDA ANDA DE MÃOS DADAS COM A SUPERCLASSE

«...Estamos a percorrer no mundo ocidental uma caminhada para a desgraça, para o desaparecimento - um Neofeudalismo. A superclasse mundial(Banca Mundial, Grandes Corporações Multinacionais) viu nos gays os seus melhores servidores,não é à toa que se vê tanto político ou dirigente gay . O gay normalmente odeia a sociedade desde “pequenino”,portanto quem melhor do que os gays para levar a cabo uma política de destruição das nações? De abertura de mercados? De destruição dos valores? de destruição do conceito de família? De levar à falência de tudo o que é tradicional? É claro que que a esquerda tambem apanha boleia neste barco da destruição, embora o seu objectivo seja outro, o objectivo da esquerda é reinventar o homem, o derradeiro homem, um homem novo, aquele que chega ao fim da história, para isso tambem tem de destruir tudo à volta, tal qual a superclasse,portanto caminham juntos de mãos dadas para a destruição total dos valores, das pátrias, das tradições, dos povos europeus principalmente, aprisionando estes no “remorso” da colonização, do holocausto,importanto emigração africana,sul americana, de forma desregrada para a europa,impondo um multiculturalismo cínico que visa somente o abate do homem branco europeu, e o nascimento de um mestiço desenraizado e facil de escravizar...»

Tot disse...

Devo dizer-lhe caro "pvnam" que já não vinha a esta casa a muito tempo, pelo menos no que diz respeito aos comentários.

A observação que faz não esta desfocada, se tivermos em linha de conta que o primeiro ministro assume que a civilização avança com este tipo de sociedade, nem que seja para a sarjeta ou para o abismo, não importa.

No entanto, a destruição dos valores também advém daquilo que o cidadão normalmente consome através da comunicação social, que se presta a um papel dinamizador das ideias políticas.

Cumprimentos