14 outubro 2010

País em guerra VI

Esta casa é um dos símbolos da democracia, ou se preferirmos, da oratória própria dos sofistas gregos, qual Sócrates, o político.
Aqui esta representado o poder legislativo, de onde saem as leis da República, as leis que o poder judicial tem de arbitrar, por forma a evitar rupturas sociais.
-
No entanto, a República pós 25 de Abril está ferida de morte, está moribunda, está entregue a cidadãos com pouca preparação na salvaguarda do bem público, que é de todos, e não daqueles que por uma ou mais legislaturas se servem do poder temporal para outros fins, que não os enumerados na Constituição da República Portuguesa.
-
Mas esta introdução leva-nos ao essencial, que é a actual situação financeira do país, provocada pelos actuas governantes, com os votos a favor da outra oposição que de tempos a tempos reparte o poder temporal.
-
E o país está a viver um período triste, de apatia, de mentiras políticas, etc., urge caros amigos a acção recta, determinada, consciente, firme, contra quem continua a de lapidar o esforço colectivo. Ficar de braços cruzados é consentir o saque...

Sem comentários: