30 dezembro 2010

Jornais...

Sempre que o nome do senhor primeiro ministro aparece associado à justiça, lá vem entretenimento público. Todavia, depois de tanto alarido, as escutas deveria ser tornadas públicas, não para aferirmos do carácter do senhor primeiro ministro, mas para sabermos o que dizem nas nossas costas, e ainda por cima, em funções elegíveis, e suportadas com o dinheiro dos impostos pagos pelos Portugueses...

27 dezembro 2010

Jornais...

Estejam atentos. Os políticos multados pelo próprio Estado, irão pagar as multas com o dinheiro do Estado, que em última instância, vai buscar aos impostos dos Portugueses. Este doce governo, com Assembleia incluída, não param de nos surpreender, quando já pensávamos que tínhamos visto tudo; lá aparece mais uma asneira...

As dívidas dos clubes parecem ser diferentes das dívidas das empresas, provavelmente porque ajudam na alienação colectiva. Porque se alguns clubes fechassem portas, era mais o alarido que se fazia do que se costuma fazer quando se perde o trabalho...

26 dezembro 2010

Boas festas

Aos meus leitores e afins e companhia, dedico umas boas festas. Devo-vos dizer caros mortais, que o deus Tot teve um Natal digno de um deus. Devo dizer-vos também que a atitude positiva em relação à vida ajuda, e que a partir da próxima semana irei apresentar algumas ideias novas sobre a supremacia do indivíduo enquanto ser pensante sobre as organizações, e até mesmo sobre os Estados... Estejam atentos, pois será este o lema do próximo ano - ano da Atenção...
-
Feliz Natal e um Bom Ano Novo

21 dezembro 2010

Gastar o que é dos outros...

O Estado não pode continuar a gastar o que não tem e a acumular dívidas. O défice orçamental e a dívida pública têm de ser reduzidos drasticamente e no curto espaço de dois ou três anos. A dívida das empresas estatais e locais e os encargos com as PPP não podem crescer mais. Voltar a aumentar impostos ou a emagrecer salários reais da classe média será afastá-la ainda mais do nível médio dos povos europeus. Cortar benefícios sociais de forma generalizada significará agravar as desigualdades sociais. Continuar a pedir mais e mais dinheiro emprestado sairá cada vez mais caro e um dia destes não haverá quem nos queira emprestar um cêntimo...
-
MORENO, Carlos, Como o estado gasto o nosso dinheiro, Caderno, Lisboa, 2010, p. 163

16 dezembro 2010

Informação...


...Cessem do sábio Grego e do Troiano
As navegações grandes que fizeram;
Cale-se de Alexandro e de Trajano
A fama das vitórias que tiveram;
Que eu canto o peito ilustre Lusitano,
A quem Neptuno e Marte obedeceram.
Cesse tudo o que a Musa antigua canta,
Que outro valor mais alto se alevanta.
-
CAMÕES, Luís, Os Lusíadas, Livraria Figueirinhas, Braga, 1993, p. 60 (canto primeiro)
-
É preciso renovar a força, a coragem, e a determinação, qualidades essenciais, para podermos de uma vez por todas transmutar com audácia a sociedade em que vivemos...

15 dezembro 2010

Ficheiros secretos IV

http://wikileaks.ch/cable/2008/10/08LISBON2629.html
-
Disse anteriormente que a diplomacia, ao longo da história dos estados tem servido para manter e acrescentar poder. Acrescento também que a diplomacia usa qualquer meio para atingir o fim pretendido. Foi assim no passado, é-o no presente, e continuará a sê-lo no futuro. Todavia, o juízo emitido pelos diplomatas Americanos sobre os acontecimentos contemporâneos, leva-nos a concluir que tínhamos razão, isto é, sempre dissemos que alguns políticos caseiros têm o mau hábito de mentir com os dentes todos; e o que nos dizem os documentos, é que a nossa suposição era contudo verdadeira.
Neste sentido, a disponibilização online de informação sensível por parte da Wikileaks não só fornece pistas interessantes para a história da diplomacia Americana, entenda-se, a que é produzida a partir do exterior, como permite ver parte da verdade, aquela verdade meio dita que circula nos corredores da diplomacia internacional, e que até agora, era completamente desconhecida do cidadão.
Esta é com certeza a grande virtude da Wikileaks...

14 dezembro 2010

Tot

Tot, deus da sabedoria, da criação dos hieróglifos, da magia...arquivista dos deuses, medidor do tempo, omnipresente. Estes atributos divinos colocam Tot como um dos mais importantes deuses do panteão egípcio. Tot vê tudo, arquiva tudo, mede tudo, está atento a tudo, nada se lhe escapa...

12 dezembro 2010

Ficheiros secretos III

http://wikileaks.ch/cable/2009/11/09MAPUTO1291.html
-
Voltamos à gestão de informação sensível, ou dito de um outro modo, à protecção da informação dita secreta. Todavia, há que definir o que é ou deve ser secreto, e o que descobrimos ao ler alguns relatórios, já "todos" o sabíamos, isto é, diz-se amiúde isto e aquilo, afirma-se sem provas algo que se viu ou ouviu, mas não se passa daí. Os relatórios parecem comprovar, sem contudo fornecerem provas do facto ou dos factos. Mas voltando ao secreto, depressa percebemos que a definição de documento secreto nem deveria figurar, uma vez que o conteúdo não justifica essa categoria. Mais ainda, na administração pública americana, cerca de um milhão e meio de funcionários tinham acesso aos documentos antes da sua publicação pelo Wikileaks. Neste sentido, deixa de ter sentido falar de documentos secretos...
-
A utilidade do pobre reside na necessidade do rico.

10 dezembro 2010

Ficheiros secretos II

http://wikileaks.ch/cable/2009/07/09MAPUTO713.html
-
Os relatórios elaborados com esmero merecem leitura atenta. Todavia, a verdade contida parece não estar a ser tida em conta pelo poder instituído, e entende-se porque...mais não digo...
-
A utilidade do pobre reside na necessidade do rico.

05 dezembro 2010

Ficheiros secretos

-
A gestão da informação sensível deixou de estar apenas nas mãos dos serviços de informação. Que até à data protegiam o Estado, entenda-se, aqueles que num dado tempo e lugar, ocupam o poder. Agora, o cidadão esclarecido, preocupado, procura por si entender a trama e a mentira da diplomacia, máscara usada ao longo da história dos Estados para manter e acrescentar poder.
Agora é mais difícil a um governante edificar uma mentira, uma vez que esta pode a qualquer altura ser desconstruída por aqueles que consideram que a razão de Estado deve ser clara, e não se deve confundir com a razão pessoal de quem, num determinado momento assume uma função de relevo na hierarquia do Estado.
-
Dito isto, devemos considerar de extrema importância a informação disponibilizada, na medida em que ela já figura na história da diplomacia internacional...
-
Abram de uma vez por todas os olhos...

01 dezembro 2010

1 de Dezembro de 1640

Não vou aqui falar do que fora ou representa o primeiro de Dezembro de 1640, até porque, uma grande parte da população adulta não sabe o significado do feriado de hoje.
Dito isto, resta apenas, com saudosismo puro, recordar o dia, não fosse o deus Tot, um aprendiz terreno de historiador...