04 março 2011

Interrogação?

Serve o presente texto para vos interrogar sobre uma questão que me tem, nos últimos dias assaltado a mente. Ainda não o tinha escrito devido ao excesso de trabalho desta última semana. No entanto, deixo-vos a interrogação, desde já aviso que não é inocente no seu propósito, bem pelo contrário, até poderia dar-se o caso de servir para produzir nova teoria sobre a administração da coisa pública - direitos e deveres do gestor político.
Dito isto, passemos à interrogação sem demoras: poderemos levar a tribunal um gestor político por administração danosa da coisa pública? Se a interrogação for favorável à responsabilização do gestor político, devemos então sem demoras agir em conformidade. Se não for favorável à responsabilização criminal, fazemos o que temos vindo a fazer, nada!...

Sem comentários: