22 abril 2011

Medina Carreira no seu melhor!


Os alertas sucessivos não foram suficientes para travar a loucura da despesa pública... Só não percebe o que se passa quem não quer ficar com dores de consciência, na medida em que participa do festim, de preferência sem pagar um tostão, sob a condição de não querer saber o que se passa, nem para onde vai... Esta atitude displicente da quase totalidade dos cidadãos portugueses está finalmente a dar resultados, provavelmente conhecidos mais lá para a frente... A indiferente colectiva face a pouca vergonha parece consubstanciar mais uma característica portuguesa, a saber: a onde fores ter faz o que vires fazer. E assim lá vai a pátria, sem rumo nem destino, sob a égide um governo desgovernado...

2 comentários:

Carlos Portugal disse...

Caro Tot:

Na verdade, toda esta atitude de displicência e simulada inconsciência tem sido coordenada por fora. Faz parte das instruções dos Bilderbergers, inspiradas na Escola de Chicago do Milton Friedman, com a finalidade de erodir e destruir as soberanias de cada nação para depois as fundir em cinzentas «regiões» administradas como protectorados da grande banca globalista.
Ou seja, os energúmenos do clube Bilderberg dão rédea livre aos Sócrates e Cª para que pilhem, enganem, mintam, destruam, para que o plano seja levado a cabo. Só não podem revelar quem manipula o jogo, sob pena dos cadastros desses mesmos políticos serem revelados e os deixarem «cair» nas malhas de uma Justiça ainda com uma centelha de vida.

É tudo um gigantesco logro, meu Caro, e o que me espanta é que quase ninguém o denuncia.

Cumprimentos.

Tot disse...

Caro Carlos, como é que quer que alguém denuncie factos desse calibre, quando se tem medo de denunciar factos menores, sem interesse para o colectivo.

O que está perfeitamente demonstrado historicamente, é que meia dúzia lideram as revoluções, ou simplesmente governam a seu belo prazer, e a restante massa de gente segue-os quase cegamente...

Logo, caro Carlos, ou se muda por cima, tomando o poder, ou se deixa andar...

Cumprimentos