27 abril 2011

O Estado da Nação...

A nação pátria, nação com mais de 800 anos de história, nação de navegadores, de descobridores, de audazes, de gente sem medo, é agora um ente moribundo que faz corar de vergonha a sua própria história, na medida em que é incapaz de saber honrar os heróis de outrora. De império colonial invejado pelas potências mundiais, que nunca compreenderam a grandeza de tão nobre povo, passa agora a triste país sem pátria, vendido ao desbarato, aos dois bancos internacionais de renome: FMI e FEEF.
-
Apesar das nossas contínuas lamurias, a classe política reflecte o povo, a gente sem instrução, do desenrasca, do chico esperto, do diz que diz, da difamação constante, da promoção do incapaz, do amigo do chefe, do incompetente. As lamurias apenas são desabafos da desgraça de um país sem sentido nem rumo colectivo...
-
Apenas e só estamos a colher o que plantamos...nada mais...

Sem comentários: