20 setembro 2011

Mentiras colectivas...

Temos afirmado neste nosso meio humilde espaço, que agora tem direitos de autor para o deus Tot, que em Democracia parece existir o mau hábito de tratar os cidadãos como meros reprodutores de asneiras cometidas no topo da hierarquia estatal.
Mas como se isso não fosse suficiente, ainda temos de pagar cada irresponsabilidade governativa feita em nome da Democracia, logo, em nome do povo, ou o que isso possa representar...
Mas para cumulo dos nossos pecados mal realizados, ainda temos de ceder parte do décimo terceiro mês para pagar dívidas vizinhas desconhecidas, que ninguém ousou ainda por em papel para povo ler...
-
Os desvios orçamentais ocorridos na Madeira, são maiores do que o valor que o Estado vai arrecadar com o imposto extraordinário cobrado coercivamente no décimo terceiro mês, o que significa, que a mentira político partidária tem vários nomes, e parece oscilar sempre que o povo é levado a sufragar  sobre quem não conhece, mas que diz conhecer muito bem, depois de ter visto os dentes numa ou noutra campanha eleitoral...
-
Mas não é tudo, temos ainda o primeiro-ministro que se desloca em carro de muito luxo, tipo seis estrelas, num país pobre, quase insolvente, quase resignado ao deixa andar, ao diz que diz, ao entretenimento diário da oratória político partidária que continua a alimentar as solidariedades existentes entre famílias políticas e famílias de sangue...

Sem comentários: