15 outubro 2011

Militares, polícias e serviços de informação contra a austeridade...

Fazemos aqui um apelo sincero aqueles que por força do seu ofício, têm de guardar segredo das asneiras dos políticos mentirosos que temos tido e ainda temos. O apelo é feito aos militares, aos polícias, e aos que prestam serviço nos serviços de informação e segurança, no sentido de deixarem de servir o governo de Portugal, na medida em que servir o governo, é o mesmo que servir contra o Estado português. 
Temos produzido prova e teoria sobre o percurso de alguns pseudo líderes, gente que não se lhe reconhece nenhum mérito, seja este profissional ou académico... O ataque inconstitucional aos vencimentos, confirma a tese que defendemos à já alguns anos; logo, caros operacionais, depende de vós, escolher o lado da trincheira, se querem continuar a servir quem não está preparado, se querem continuar a servir quem pela via da lei, rouba um direito consagrado e bem soado por vós, se querem continuar a servir quem não tem respeito por quem mantém a ordem pública e garante que o cidadão possa conviver em liberdade...Ou se arriscam, e servem quem efectivamente pode de uma vez por todas por ordem na casa...
-
Continuardes a servir este sistema, tal como ele está neste momento, é  mesmo que permitir que a Nação de todos nós naufrague, se afunde num mar de dívidas contraídas pelos políticos mal preparados, mal formados, e alguns deles, formados até nas novas oportunidades...Uns ao domingo, outros ao feriado...
É suficiente que digam que já chega... O resto fazemos nós...

Sem comentários: