30 agosto 2011

Governos democráticos...

Sempre que um partido da oposição passa a ser governo após o sufrágio universal, deixa de ser aposição para passar a ser governo, o que significa, que vai continuar a fazer o que o anterior estava a fazer. A única diferença reside na forma, quer dizer, pode fazer melhor ou pior do que o seu antecessor, mas nunca bem feito...

28 agosto 2011

Espiões...

Parece que a politização das secretas não tem fim, nem se esgota na simples nomeação de directores e afins.
Quem se der ao trabalho de ler alguma da informação que está disponível nas páginas das secretas, cedo compreende que nem tudo o que está online é para levar a sério, senão vejamos:
-
"O SIS é um serviço público que se integra no Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP), depende directamente do Primeiro-Ministro e, por natureza, encontra-se ao serviço dos cidadãos." fonte SIS
-
"...sendo rigorosamente apartidário..." fonte SIS
-
A simples escolha de um director por confiança política, só por si já configura intromissão partidária, o que significa, que a expressão - rigorosamente apartidário - parece não ter muito sentido, entendida à luz da normal intromissão do governo na escolha do secretário geral do SIRP ou dos dois directores do SIS e do SIED, para já não falar em outras possíveis funções detidas por quem detém o poder...

26 agosto 2011

Augusto Cury

Mais um excelente livro de Augusto Cury.
Não se trata apenas de um livro de leitura em tempo de férias ou de um fim-de-semana, é mais do que isso... Portanto, aconselho a leitura a quem pretende ter algum controlo das suas emoções, bem como almeje ver a sua inteligência suficientemente aberta a novas formas de estar...
-
"Muitos vivem em sociedades livres, porém são escravos das suas emoções. Escravos modernos, algemados pelo medo, insegurança e angústias; sem correntes físicas, mas acorrentados por preocupações irrefreáveis..." p. 13
-
Boas leituras...

23 agosto 2011

SISD

Como prometido, hoje será divulgada a missão do SISD, serviço directamente dependente da Central de Inteligência, que actualmente coordena o SISD e o recentemente criado SSI.
-
Vários foram os motivos que nos levaram à criação de uma Central de Inteligência. Enumeramos apenas aqueles que consideramos relevantes para o leitor.
1 - Temos afirmado que a actual Democracia é governada por apenas duas famílias, uma política, a outra de sangue, entenda-se nobre.
2 - A informação veiculada pela comunicação social obedece ao pensamento único, aquele que sustém o politicamente correcto.
-
Poderíamos continuar a desfazer a trama histórica e sociológica da política presente, mas deixamos propositadamente ao leitor essa tarefa, de modo a que a crítica social seja efectiva e eficaz...
-
Missão do SISD:
Investigar cientificamente as relações sociais e económicas ocorridas no território nacional com o poder político contemporâneo.

22 agosto 2011

Pensamento

Vivemos ou sobrevivemos?
Sentimos que somos senhores do nosso destino, ou concordamos em ser menores no destino de outros?
Para a inteligência, a resposta já está dada!!!

19 agosto 2011

Força Aérea Portuguesa

A revista nº 392 de Julho/Agosto de 2011 da Força Aérea Portuguesa prima pela excelente qualidade de conteúdos e de grafismo. Aborda o 59º aniversário da Força Aérea, e o 70º aniversário da Base das Lajes, situada na ilha Terceira Açores.
-
O preço quase simbólico desta magnífica revista, de 2,80€, não servem de desculpa para a sua não aquisição. As imagens sublimes dos aviões F-16AM; F-16; EF-18A; Mirage 2000C; F-16C/D; JAS-39C; F-18D; ou os MiG29, falam por si...

16 agosto 2011

País ingovernável...

Não se percebe, como já escrevermos neste espaço, que o governo mantenha atitudes de rico, com o dinheiro dos contribuintes, num país de pobres.
Também não se entende que o governo prefira o ataque constante aos mais desfavorecidos do que um ataque corajoso às despesas obscenas do Estado. Despesas de ricos num país pobre!!!!!!!!!!
-
Temos como exemplo o aumento imoral do IVA de 6% para 23% nas facturas da EDP e da EDP gás... Bem sei o que pensam alguns, contudo, o que ainda não ouvi, porque já começo a deixar de ver notícias programadas pelo sistema, fora falar-se num motivo que está para além de... Isto é, o aumento da taxa do IVA vem de certo modo, trazer receitas adicionais; todavia, trás também valor acrescentado, na medida em que aumenta de forma exponencial os lucros, o que agrada sobremaneira aos accionistas, e aos futuros investidores, isto é, àqueles que estão dispostos a comprar a totalidade destas duas empresas... Caros amigos, neste país a brincar, nem tudo o que parece é.. Portanto, estaremos sempre atentos, sempre a produzir informação de modo a não sermos nem apanhados desprevenidos nem trucidados...

12 agosto 2011

O fim da pátria...

...O Mundo Ocidental é um mundo de hipocrisias, onde os ricos são senhores dos governos... p. 31

11 agosto 2011

Central de Inteligência

Ainda no decorrer do presente mês, será desmistificada a missão do SISD. Serviço adstrito à Central de Inteligência. Deste modo, consideramos, como já o tínhamos referido em artigo anterior, que o serviço de inteligência não é fechado, isto é, articula-se de acordo com a sociedade, por forma a acompanhar todas as mudanças tidas no seu seio. O que significa, que a necessidade de um novo serviço depende da urgência com que os acontecimentos ocorram. Deste modo, criou-se o SSI, que complementa o SISD e torna a Central de Inteligência mais eficaz...

10 agosto 2011

Londres

É imperativo que se questionem os motivos dos motins que estão a deixar Londres num caos, sob várias perspectivas, sejam elas sociais, do ponto de vista sociológico, económicas e até históricas, e operacionais, do ponto de vista de segurança pública...

09 agosto 2011

1.467.012.000 milhões

Este é o actual número de barris de petróleo em reservas à disposição do mundo. O que não deixa de ser um contra senso se pensarmos no preço final pago pelos portugueses que abastecem o seu veículo.
-
Bem sabemos que o tempo moderno, dito contemporâneo, não é um tempo onde a verdade seja efectiva, tida como necessária enquanto instrumento de mediação entre seres, empresas ou Estados. Logo, para quê continuar com a farsa, com a mentira descarada, todos os dias propagada como se de verdade oficial se tratasse.
-
O que está a acontecer em Londres que sirva de aviso, pois iremos responsabilizar quem governou o país nestes últimos anos. Quando o caos social se instalar, não seremos brandos nos costumes com quem se governou nestes últimos anos, nem queremos sequer ouvir lamurias, daqueles que sempre que ocupavam uma função de poder, trucidavam quem lhes dava na real gana.
-
Não iremos ser misericordiosos, iremos apenas aplicar o mesmo sentido de justiça aplicado desde o princípio dos tempos e que Platão tão bem soube colocar na boca de Trasímaco, ao afirmar que a justiça é a conveniência do mais forte...
Logo, aplicá-la-emos sem medos nem temores............

05 agosto 2011

Insegurança...

A insegurança crescente dos cidadãos, seja real ou percebida, é preocupante, e tem raízes profundas na indiferença política em relação ao acto criminoso, que ao longo dos últimos anos tem sido despenalizado, como se de um acto vulgar se tratasse. Pior ainda, o crime prescreve, como se um crime cometido hoje, por via da lei, fosse amanhã considerado nulo, isto é, um não crime... O que significa que o político, quase criança social, tem por mau hábito legislar sobre o que não conhece... e mais não digo para não ficar aborrecido...

03 agosto 2011

Endividamento público...

Nestes últimos anos, mais precisamente, a partir da instituição pela lei da bala da Democracia, o Estado Português tem vendido sonhos ao povo, que agora se estão a reflectir no endividamento público sem controlo e cada vez mais perigoso para as futuras gerações.
-
Temos afirmado que se mente muito em Democracia, que a oratória do entretenimento e o folclore político são as palavras chave para compreender a trama, sem contudo esquecer o controlo quase totalitário das funções decisórias do Estado pelas famílias políticas e famílias de sangue.
-
Mas vamos mais longe, ao ponto de dizermos que o Estado, isto é, aqueles que se servem do Estado, em nome do povo (que eles não gostam), continuam a viver uma vida de ricos. Dizem-nos que o Estado não tem dinheiro, que é pobre, mas eles vivem vida de rico com o que o Estado não tem, quer dizer, vivem à grande e a Francesa, vivem com bons vencimentos que a função permite, e quando esta não permite, muda-se a designação da função para aumentar o vencimento (não pensem que andamos aqui a dormir), andam em bons carros, carros de ricos num país pobre - enfim, suspenda-se já este sistema de governo, que não governa o todo, ou para o todo, mas que governa o dinheiro do todo em benefício próprio, entenda-se do sistema...

02 agosto 2011

Psicologia do medo...

Compete-nos, sempre que achamos conveniente, fazer uma análise da situação presente da sociedade portuguesa. Deste modo, consideramos haver em nosso entender duas situações que fundamentam o título deste artigo, e a primeira remete-nos logo para o BPN, banco de má memória para as contas públicas, dito de um outro modo mais realista, de má memória para a riqueza produzida no estado, e que fora em mais de 5 mil milhões absorvida pelo BPN sem que o povo dissesse amém.
A outra situação prende-se obviamente com o aumento desmesurado dos transportes públicos.
Nas duas situações aludidas, o medo parece impedir que o povo exerça a sua acção fiscalizadora, isto é, se indigne contra aqueles que prometeram em campanhas virtuais governá-los (ao povo), de forma justa e equitativa. Mas vamos mais longe, e afirmamos que o medo que o povo tem, lhe está a tolher a acção, embora consideramos haver na sua forma de estar, alguma dose de cobardia à mistura...
Neste sentido, esperamos para ver e observar a acção ou a inacção do povo face à constante mentira urdida em sem nome...