16 janeiro 2012

BPN, cavaco e a verdade...


A verdade política em Portugal parece ser uma coisa de crianças, na medida em que o que hoje se diz, se afirma como uma verdade inquestionável, amanhã é a maior das mentiras, significando tão só, que a dita verdade dos políticos não é a verdade ensinada a todos...

O desconhecimento do acto político pelo cidadão, de determinado facto, faz com que o político possa escolher a informação que o cidadão, que o elegeu, pode ter acesso, o que significa, que aquilo que o cidadão tem conhecimento pode bem não ser a verdade dos factos. 

Dito isto, apenas cito Marc Block: A incompreensão do presente nasce fatalmente da ignorância do passado.

Sem comentários: