20 março 2012

Estado refém do governo...

Constituição da República Portuguesa
Artigo 9.º
(Tarefas fundamentais do Estado)

São tarefas fundamentais do Estado:
d) Promover o bem-estar e a qualidade de vida do povo e a igualdade real entre os portugueses, bem como a efectivação dos direitos económicos, sociais, culturais e ambientais, mediante a transformação e modernização das estruturas económicas e sociais...

A alínea d do artigo nono é explicita, na medida em que impõe ao estado a tarefa fundamental de promover o bem-estar dos seus cidadãos, nomeadamente, daqueles que assim o desejem. Porém, a realidade é bem diferente, uma vez que o Estado, vítima da renovação democrática, não consegue satisfazer pelo menos em parte esta tarefa fundamental. Contudo, não só não o consegue, como se vê na indigência, sem recursos suficientes para acudir à desgraça que se abatera sobre o seu povo, que fora vítima da dita renovação democrática. Todavia, o Estado ainda tem energias para assistir quase imóvel à destruição do que ainda não fora destruído, não por um inimigo externo à pátria, mas por um governo democraticamente eleito, que tem feito mais pela desgraça do cidadão do que os seus predecessores...

Sem comentários: