29 março 2012

Justiça e chamas...

O silêncio deste blogue sobre alguns assuntos é propositado, porque entendemos que o Estado não passa de um fantoche do governo. 

A primeira notícia é esclarecedora do que temos vindo a afirmar, isto é, do conceito de justiça aplicado a cada um e que Trasímaco definia por conveniência do mais forte, entenda-se aqui, neste tempo presente, aquele que tem mais dinheiro... e que parece estar acima de qualquer código elaborado pelo homem político...

A segunda notícia remete-nos para a problemática dos fogos, e do consequente aumento alarmante do número de ignições. Só é pena que o governo, que muito sabe, não divulgue o número de ignições já ocorridas desde o princípio do ano, para o povo poder aferir do que anda a ser feito em relação ao combate aos fogos, se é que se anda a fazer alguma coisa...

Dito isto, continuaremos atentos à justiça e ao alarido constante que é feito por aqueles que deveriam salvaguardá-la, em vez de se mostrarem em entrevistas...destinadas a promoção terrena do ego e doutras vaidades caseiras...

Sem comentários: