22 abril 2012

Maçonaria...

Pequeno livro ou se preferirmos pequeno ensaio de investigação, levado a cabo por três jornalistas e publicado em parceria pela Gradiva e pelo Diário de Notícias.

Trata-se efectivamente de um trabalho muito resumido, na medida em que se lê de uma só vez, como o fizemos. Estávamos à espera de mais, porque se tivéssemos de fazer alguma recensão crítica sobre o livro, não pouparíamos nas palavras. Utilizamos este simples exemplo para aludir e reforçar o que pretendemos dizer: diz-nos o livro que o conjunto dos maçons anda pelos 4000, contudo, a lista que nos é fornecida diz apenas respeito aqueles que já quase todos sabemos serem maçons, logo, perde-se o mistério da novidade, da desocultação. 

A idade dos jornalistas pode não ser justificação para o que ficou por dizer, contudo, utilizamos mais um exemplo para contrapor ao homem maçon que diz viver num ideal de fraternidade, igualdade e liberdade, algo que é desmentido pelo currículo cível e criminal. 

A este ideal utópico, enganador, preferimos o nosso: animai os bons e afastai os maus. Simples e eficaz, mas que implica um desprendimento quase inacessível ao comum dos mortais...

Sem comentários: