08 junho 2012

Direitos meio adquiridos...

Em apenas um ano, o governo da República Portuguesa conseguira o que outros ainda não tinham conseguido, a saber: a destruição dirigida aos direitos adquiridos dos trabalhadores.

Nenhum outro fora mais eficaz na subtracção dos direitos, pensamos que nem mesmo o Estado Novo, conseguira tal feito. Só mesmo digno de um governo de "direita" neoliberal que diz ser social democrata, ou o que isso possa representar no dia-a-dia na vida da nação, que definha a cada novo atropelo perpetrado por este pensamento "neoqualquercoisa".

Se este feito, pode ser considerado, acto de governar, então não precisamos de um governo com x ministérios, com x secretários de estado, com x assessores, com x motoristas e secretárias, com um parlamento com muitos deputados e ainda mais assessores para assessorar os deputados; o que precisamos é de alguém que tenha a coragem para os demitir a todos, por manifesta inadaptação ao posto de trabalho...

2 comentários:

Carlos Portugal disse...

São apenas assalariados de um poder estrangeiro, Caro Tot... Estão a cumprir a agenda de destruição total da soberania portuguesa, e das hipóteses de Ela se reerguer, aproveitando para o saque desenfreado, já que para tal esse poder lhes deu autorização, pois tal saque também cabe na dita agenda...

Acorda, Portugal!

Abraço.

Tot disse...

Cumprimentos caro Carlos